Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



IGREJA AFIRMA QUE CASAMENTO "GAY" NÃO É PRIORIDADE

Terça-feira, 10.02.09

No dia em que começa em Fátima mais uma reunião da Conferência Episcopal Portuguesa, Manuel Marujão, Secretário do CEP, garantiu em entrevista ao Correio da Manhã que o "casamento entre pessoas do mesmo sexo não é fundamental", reiterando assim a ideia que "existem assuntos muito mais importantes a preocupar a Igreja e a sociedade portuguesa".

 

Se o casamento entre pessoas do mesmo sexo nao deve ser considerada uma prioridade na política nacional, porque é que a Igreja continua a fazer campanha pelo 'não', nomeadamente, durante algumas celebrações religiosas?

 

Por outro lado, que direito tem uma confissão religiosa de imiscuir-se num assunto que diz exclusivmente respeito ao Estado como instituição e aos seus cidadãos? Ao intervir de forma tão directa, a Igreja Católica não estará a violar o artigo 41º, n.º 4 da Constituição da República Portuguesa que estipula claramente a laicicidade do Estado perante as igrejas e outras confissões religiosas?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Criatura da Noite às 14:35