Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



POIS, NÃO HÁ DINHEIRO...

Quinta-feira, 10.12.09
Não há dinheiro, mas as principais artérias das cidades por esse país fora estão constantemente entupidas de carros com um único passageiro a bordo.

Não há dinheiro, mas a época natalícia aproxima-se e com ela os centros comerciais a abarrotarem de pessoas carregadas com sacos das grandes marcas.

Não há dinheiro, mas no Natal as crianças aparecem com brinquedos caríssimos e os adolescentes com o último grito das novas tecnologias.

Não há dinheiro, mas as agências de viagem já esgotaram os pacotes para o reveillon
nas principais capitais mundiais.

Não há dinheiro, mas na passagem de ano, os que não vão para o estrangeiro vão a correr para o Algarve.

Infelizmente, não há dinheiro apenas para alguns. São esses que não terão uma mesa farta no Natal, brinquedos para darem aos filhos ou reveillons nas principais cidades europeias. Contudo, esses não são a maioria como muitos querem fazer crer.

Num país que se diz em crise há vários anos e onde o desemprego grassa de uma forma vertiginosa, são muitos os que teimam em dar largas à imaginação, utilizando para esse fim os apoios concedidos pelo Estado para mitigar uma suposta situação de carência económica.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Criatura da Noite às 22:12